5 MÚSICAS PARA O MÊS DE ABRIL

Oi gente, tudo bem com vocês?

No post de hoje vim compartilhar algumas músicas, músicas que eu ando escutando muito e que me afetam de alguma forma, seja me deixando feliz, ou triste.

Quem me acompanha no INSTAGRAM já sabe que eu vivo postando trechos e vídeos de músicas lá no meu stories, inclusive tenho até uma pasta no meu feed dedicada só a isso! Vai da música mais triste, mais melancólica, até a música mais dançante, eu adoro, escuto praticamente de tudo. E claro que o post também serve para apresentar a vocês artistas que talvez vocês não conheçam.

Agora chega de falatório! Vamos começar:

Billie Eilish – Ocean Eyes

O que eu posso falar dessa música? Apesar de achar a melodia e a tradução da letra bem triste, a música em si não me provoca esse sentimento. Acredito que a música fale de um novo amor, e como da medo se jogar nisso, sem pensar nas “consequências”. Pra mim é uma música nostálgica, esse é o sentimento que tenho, nostalgia! Me lembro dos meus amores passados, do medo que eu sentia por sentir algo por alguém, dos vários tombos e rasteiras que levei, e de como eu consegui superar tudo!

Halestorm – The Reckoning

The Reckoning eu comecei a ouvir no começo de Março e ainda não enjoei! A letra fala sobre alguém que foi rasgado e enganado, de fato, um coração partido por alguém de confiança (quem nunca?). Mas não se enganem, a música está longe de ser melancólica. Essa mesma pessoa devastada encontra forças para um acerto de contas, digamos que seja uma letra vingativa, parece que a pessoa da música vai atrás de quem errou com ela, como uma ceifadora de mentiras, e ela se auto intitula como sendo o acerto de contas! #VRAU

“Eu disse uma oração e enterrei o seu nome, e através das cinzas eu levantei como fogo”

É como se fosse alguém seguindo em frente e superando tudo o que aconteceu, o famoso “segue o baile”. Me identifico DEMAIS com essa música, não me sinto triste ao ouvi-lá, me sinto forte.

Halsey – Trouble

Essa música comecei a ouvir a 1 semana apenas, vi ela sendo compartilhada em um grupo do Facebook, mas na versão ao vivo (que é perfeita, por sinal). Para mim, ela é cheia de sentimentos conflituosos, quando a ouço imagino alguém que eu gostava, mas que me fez mal, ao mesmo tempo que juntos éramos imbatíveis e ao mesmo tempo a destruição um do outro, separados éramos vulneráveis e ao mesmo tempo a felicidade um do outro, conseguem entender? Aquele típico casal tóxico.

Não tenho sentimentos felizes quando a ouço, pois me lembro de alguns relacionamentos parecidos, ao mesmo tempo que me lembro que durante esses relacionamentos também tive momentos felizes. Não sei se entenderam alguma coisa HAHA A letra dessa música é tão conflituosa que até eu entro em conflito comigo mesma!

In This Moment – Whore

Ok, antes que perguntem, o nome da música, apesar da tradução, não quer dizer PROSTITUT*. Tendo isso em mente, vamos ao que eu acho. Primeiramente, WHORE, não significa WHORE, a vocalista da banda, Maria Brink criou o termo “Women Honoring One Another Rising Eternally” (W.H.O.R.E.) que significa “Mulheres Honrando umas as Outras Erguendo-se Eternamente. (fonte)

A música fala sobre ter o controle de si mesma, pegar o significado da palavra e manda-lá de volta como resposta para quem a acusa disso apenas por ser uma mulher de opinião, que faz o que quer, que sobrevive sozinha, a música fala sobre amor, empoderamento e libertação. Dito isso, já imaginam as sensações que eu tenho quando a ouço?

Quando a ouço tenho vontade de gritar com o mundo e perguntar o que diabos todos pensam que estão fazendo? HAHAHA Me sinto capaz de tantas coisas com essa música, a letra começa com frases extremamente submissas, de uma mulher qualquer, sabe? Uma mulher que para outras pessoas não teria nada a oferecer, seria um nada. Então ela simplesmente passa por cima disso, e se torna uma whore, uma mulher honrada, batalhadora, sobrevivente, e quanto mais a xingam, mais ela se ergue, é como a letra diz, pode xingar e apontar o dedo, isso só significa que o que quer que ela faça, incomoda, porque ninguém mais tem coragem de fazer.

“Eu posso ser sua prostitut*
Eu sou a sujeira que você criou
Eu sou sua pecadora
Eu sou sua prostitut*
Mas deixe-me te dizer uma coisa, amor
Você me ama por tudo que você me odeia”

Tyler Bryant & The Shakedown – Ramblin’ Bones

Ramblin’ Bones fala sobre basicamente um alma perdida. Eu não me considero uma alma perdida, calma! Mas sabe aqueles dias que parece que você não sabe o que está fazendo da sua vida? Não sabe que ônibus tu pegou pra chegar em algum certo ponto da sua vida? As famosas crises existenciais, conhecem? Então.

Devido a diversas situações que vem acontecendo comigo desde o final de 2017, eu tenho a impressão de que algumas áreas da minha vida estão uma bagunça, e essa música é como se “Hey, tudo bem, seus ossos vão te manter correndo, você esteja pronta ou não”. Como se eu nunca fosse organizar essa bagunça porque nada importa, ao mesmo tempo em que ela me incentiva a resolver isso, mas sem pressa, a gente só vive uma vez, deixa a bagunça lá, quando der tu arruma, sabe? Não sei se vão entender HAHA São sentimentos que eu tenho, outras pessoas podem ouvir a música e não sentir nada, ou sentir algo diferente, e tudo bem, música é para ser sentida, e cada pessoa sente de um jeito diferente.

Se você chegou até aqui ouvindo as músicas e lendo tudinho, parabéns! HAHA

O post de hoje foi esse, essas músicas são bem importantes para mim, cada uma delas conta uma fase da minha vida, e me ajudam a superar outras fases que possam vir. Como vocês puderam ler, cada música me provoca um sentimento extremamente diferente de outra música, como eu já disse, música é para ser sentida (claro que também para se divertir) e eu sinto bastante algumas em específico. Já ouviram aquela frase de ter cada música para uma determinada situação da sua vida? Então! HAHA

ENFIM! Eu espero que vocês tenham gostado desse post, esse tipo de assunto, falar sobre sentimentos, é uma coisa nova para mim que eu estou ansiosa para trazer ao blog, dessa forma vocês podem me conhecer mais intimamente, sabe? E quem sabe, podemos trocar pontos de vistas diferentes também, né? Vão ter mais posts sobre músicas assim, contando o que sinto!

Me digam nos comentários se vocês conhecem algum desses artistas, ou alguma dessas músicas, e se gostam e etc, quero saber!

Aquele beijo!

11 comentários em “5 MÚSICAS PARA O MÊS DE ABRIL

  1. Não conhecia nenhuma das musicas citadas, gostei de você compartilhar um pouco das musicas que esta ouvindo no momento. gosto mais de musicas com ritmo mais alegre e nacional.

  2. Mulher acredita que estou doida atras de músicas novas ou que pelo menos eu não conheça tu já me salvo por que não conhecia essas músicas com certeza vão para minha playlist ^^
    Amei o post! Beijos

Deixe uma resposta